Histórico

A história dos Cursos de Letras, no Espírito Santo, remonta a agosto de 1953, quando a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras do Espírito Santo passou a funcionar, conforme o Decreto nº 39.815, de 22 de agosto de 1956.

 

Com a fundação da Universidade Federal do Espírito Santo, a referida Faculdade foi incorporada a esta instituição, transformando-se, sob os auspícios da Reforma Universitária, em dois Centros: ‘Centro Pedagógico’, denominado, a partir de 2003, Centro de Educaçãoe ‘Centro de Estudos Gerais', denominado, a partir de 1996, Centro de Ciências Humanas e Naturais. Estes dois Centros são os responsáveis pela oferta das disciplinas que constam da atual grade curricular dos Cursos de Letras.

 

Três opções de licenciatura dupla plena foram oferecidas até 1972: Letras Português-Espanhol, Letras Português-Francês e Letras Português-Inglês. Todavia, a partir de 1973, com a implantação do sistema de crédito, somente duas opções, na modalidade simples, passaram a ser ofertadas, quais sejam, Letras Língua Inglesa e Literaturas de Língua Inglesa e Letras Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa.

 

Como resultado de uma longa reflexão e discussão, em 1992, foram redefinidos os currículos das duas opções de licenciatura e foi implantado o Curso de Letras Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa, em São Mateus, sob a supervisão da Coordenação Universitária Norte do Espírito Santo/CEUNES. Com isso, três cursos passaram a ser ofertados: Língua Inglesa e Literaturas de Língua Inglesa, Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa / Vitória (2.400h) e Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa / São Mateus (2.430h).

 

Também a partir de 1992, o sistema seriado substituiu o sistema de créditos, podendo a carga horária ser integralizada, de acordo com a proposta dos Colegiados de Curso, em quatro (4) anos, no mínimo, ou até em sete (7), no máximo.

 

A partir da implementação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei 9.394/96) e de acordo com a necessidade de definir as Diretrizes Curriculares, a equipe de professores da área do conhecimento específico de ensino, ou seja, a Língua Inglesa e suas respectivas Literaturas, ligados ao Departamento de Línguas e Letras do Centro de Ciências Humanas e Naturais (CCHN), responsável por ministrar a maior parte das disciplinas do curso de Licenciatura em Língua Inglesa e Literaturas de Língua Inglesa, iniciou a análise das disciplinas ofertadas e identificou a necessidade de reformular o currículo para atender não apenas às necessidades de atualizações teóricas dessa área de conhecimento, como também de contemplar as demandas impostas pelas transformações sociais desde a última reforma curricular.

 

Em 2015, a Resolução 02/jul/2015,  do Conselho Nacional de Educação, estabeleceu diretrizes para a reforma curricular de todas as licenciaturas das Instituições de Ensino Superior. Através de suas instâncias propositiva (o NDE) e decisória (o Colegiado de Curso), a reforma curricular da licenciatura em Língua Inglesa e Literaturas de Língua Inglesa da UFES está sendo discutida e será efetivada no prazo previsto na legislação.

                                                     (Atualizado por Prof.ª Junia Mattos Zaidan, em 17 de março de 2016)

 

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910